misiones-jesuitico-guaranies-liternauta-curso-lengua-onlineUmi tenda oikohaguérupi ñande ypykuéra Mision Jesuítica jave, ombongakuaa turismo Brasil, Argentina, Parguai ha Uruguai rembe´ype ojehechaukávo ha ojeikaakávo.
Misiones Jesuíticas de los Guaraníes impulsa el Desarrollo Regional del Turismo en los territorios fronterizos de Brasil, Argentina, Paraguay y Uruguay en el Circuito Internacional de las Misiones Jesuíticas de los Guaraníes.

Para el “IV Simpósio Iberoamericano em Comercio Internacional, Desarrollo e Integración Regional” se ha desarrollado un interesante artículo que demuestra la relación de la importancia historia con el turismo de las fronteras entre los cuatro países, en un territorio que habían ocupado los guaraníes hace más de 2.500 años. En 1609 se inician las Misiones Jesuítico – Guaraníes, luego atacada por los bandeirantes en busca de esclavos indígenas. El objetivo del artículo es hacer reconocer, a estos países la herencia cultural dejada por las Misiones y los Guaraníes y que podría ser utilizada como fuente turística para el desarrollo de la zona.

Transcribimos parte del artículo en portugués redactado por José Roberto de Oliveira y Vilmar Antonio Boff.

“CONCLUSÕES: Nas fronteiras do MERCOSULa cerca de 2.500 anos chegaram os índios da Nação Guarani. A partir de 1609 os Padres da Companhia de Jesus iniciam um processo de cristianização chamado de Reduções. Em uma primeira fase fundaram Povos Missioneiros nos atuais estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, além das Províncias de Misiones e Corrientes na Argentina eDepartamentos de Misiones e Itapúa no Paraguai. Atacados pelos Bandeirantes Paulistas em busca deíndios como escravos se adensaram no território argentino e paraguaio.
Em uma segunda fase ocupam mais de 2/3 do atual estado do Rio Grande do Sul com os 7 Povos e suas estâncias de gado. Na Argentina ficam 15 Reduções e no Paraguai. A experiência vivida até 1768 foi reconhecida por Voltaire como „triunfo da humanidade? Montesquie como „primeiro estado industrial da América?. Herança patrimonial tangível e intangível
que hoje se distribui no amplo território oito Patrimônios Culturais da Humanidade reconhecidos pela UNESCO, potencial turístico que vem sendo
trabalhado de forma integrada como Circuito Turístico desde 1994 através da RET
– MERCOSUL (Reunião Especializada em Turismo do MERCOSUL). Das ações estabelecidas encontra
– se registrado o conjunto das necessidades que foram sendo executadas e algumas pendentes e o lançamento internacional que ocorreu em 1998, em Londres Inglaterra através da participação no evento WTM 98, quando foi produzido o primeiro material integrado do mercado comum que une os quatro países em
estudo.
Uma das explicações para o baixo aproveitamento do turismo como fonte de desenvolvimento está no povo que conforma a região, pois a pesquisa de campo
descreve que em sua maioria a sociedade é descendente dos mesmos índios que milenarmente estão presente na territorialidade e os interesses estão em outras práticas e não naquelas do aproveitamento da história para gerar riquezas.
O principal objetivo do artigo é de que a Sociedade Missioneira, especialmente da Argentina,Brasil e Paraguai, reconheça na herança Jesuítico
-Guarani um produto potencial que pode ser fonte de desenvolvimento e de integração social e comercial para irmãos separados pela história.”

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
[1] OLIVEIRA, José Roberto de; “Pedido de Perdão ao Triunfo da Humanidade–A Importância dos 160 anos das Missões Jesuítico -Guarani”, Martins Livreiro, Porto Alegre, 2009.
[2] BENI, Mario Carlos; “Globalização do turismo: megatendências do setor e a realidade brasileira”,
Aleph, São Paulo, 2003.
[3] DIAS, Reinaldo; CASSAR, Maurício; “Fundamentos do Marketing Turístico”, Pearson Prentice Hall, São Paulo, 2005.
[4] MELIÀ, Bartomeu; “El Guarani Conquistado y Reducido –Ensayos de Etnohistória”,4ª Edición, Cetro de Estudos Antropológicos, Assuncion, 1997.
[5] BARQUERO, Antonio Vázques; “Desenvolvimento endógeno em tempos de globalização”,
FEE/UFRGS, Porto Alegre, 2001.
[6] PALACIOS, Silvio e ZOFFOLI, Ena; “Gloria y tragédia de las Misiones Guaranies–Historia de las Reduciones Jesuíticas Durante los Siglos XVII y XVIII em el Río de la Plata”,Ediciones Mensajero, Bilbao, 1991.10
[7] LUGON, Clovis; “A República “comunista” cristã dos guaranis 1610–1768”. 3ª. Edição, Paz e Terra, Rio de Janeiro, 1977.
[8] BRUXEL, Arnaldo; “
Os trinta povos Guaranis”,2ª. Edição, Nova Dimensão, Porto Alegre, 1987.
[9] SOARES, André Luis R. “Guarani: organização social e arqueologia”,EDIPUCRS, PortoAlegre, 1997.
[10] McNASPY, Clemente J.; “Roque Gonzalesa de Santa Cruz–Um conquistador sin espada”, Ediciones Loyola, Asunción, 1988.[11]FLORES, Moacyr;“Reduções Jesuíticas dos Guaranis”,EDIPUCRS, Porto Alegre,1997.
[12] SEPP, Antonio; “Viagem às Missões Jesuíticas e Trabalhos Apostólicos”,ITATIAIA, BeloHorizonte,1980.
[13]LAFARGUE, Paul;“Der Jesuitenstaat in Paragauaÿ–O Estado Jesuíta no Paraguai”,
Tradução de Alemão gótico para português de Gervásio Freiberguer, São Miguel das Missões,2004.
[14]PREFEITURA DE SANTO ÂNGELO;“Protocolo de intenções para a integraçãoturística
das Regiões das Missões argentinas, brasileiras e paraguaias”,Prefeitura Municipal, SantoÂngelo,1994.
[15]SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DA PROVÍNCIA DE MISONES; “Carta deIntención para la integración turística de las regiones de las Misiones argentinas, brasileiras eparaguayas”, Secretaria de Estado do Turismo, San Ignácio,
1994..
[16]MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DO TURISMO;“Ofício de convocação”,SETS046/95,Brasília, mar. 1995.
[17]REUNIÃOESPECIALIZADA EM TURISMO DO MERCOSUL; “Ata da XIII reunião”,RET MERCOSUL, Salvador,22 mar. 1995.
[18]REUNIÓN ESPECIALIZADA DE CULTURA DO MERCOSUR; “Ata da I reunión”,REC-MERCOSUR, Buenos Aires, 15 mar. 1995.
[19]REUNIÓN ESPECIALIZADA DE TURISMO DEL MERCOSUR.Ata da XIV reunión.Montevideo: 10 nov. 1995.
[20]REUNIÓN ESPECIALIZADA EN TURISMO DEL MERCOSUR; “Ata da XXVII reunión”,Piriápolis,20 set. 1998
[21]MERCOSUL;“Circuito Integrado Missões Jesuíticas dos Guaranis: Manual devendas”. RET-MERCOSUL, Brasília,1998.
[22]BANCO INTERAMERICANO DE DESARROLLO
–DIVISIÓN DE ADMINISTRACIÓN DEMEDIO AMBIENTE Y RECURSOS NATURALES;“Estudio sobre el potencial de desarrolloturístico de las Misiones Jesuíticas”,Planta,Washington, 2002.
[23]OLIVEIRA, José Roberto de. “Análise da influência da capacidade humana e social no desenvolvimento local: os casos dos municípios de Caxias do Sul, Feliz e São Nicolau no Rio Grande
do Sul”. Dissertação do Mestrado em Desenvolvimento. Ijuí: UNIJUÍ, 31 out 2011.
[24]LARGUIA, Alejandro;“Misiones Orientales La Provincia Perdida”,Corregidor, Buenos Aires,2000.[25]SANTOS, Pedro Marques do; “São Nicolau do Piratini 1626–
1985”,Corag,Porto Alegre,1985.[26]DEVÉS VALDÉS, Eduardo;“El pensamiento latinoamericano em El siglo XX Entre la modernización y la identidad, Del Ariel de Rodó a la CEPAL (1900-1950)”, Tomo I, Biblos,BuenosAires, 2000.
[27]FAVRE, Oscar Padrón;“Ocaso de um pueblo índio: historia del éxodo guarani-misionero alUruguay”,2ªEdición,Tierra a Dentro, Durazno, 2009

Comments are closed.

Las cookies nos permiten ofrecer nuestros servicios. Al utilizar nuestros servicios, aceptas el uso que hacemos de las cookies. Más información.